Biblioteca Nacional 2014 Rio de Janeiro, Brasil

Arquitetura Urbanismo Design

Rio de Janeiro

Brasil

campo@campoaud.com.br

+55 21 3233-1581

Biblioteca Nacional

Rio de Janeiro, Brasil

O projeto propõe novos modelos de ocupação do edifício para resolver as questões técnico-funcionais (relativas à segurança do edifício, da coleção e dos usuários) e os entraves organizacionais dos espaços e ambientes de trabalho existentes, minimizando qualquer tipo de interferência na arquitetura e contextos existentes. Como fio condutor, surgem intervenções e layouts de ocupação que buscam interferir da forma mais delicada possível na arquitetura existente. Móveis, mezaninos, divisórias, entre outros se comportam de forma quase autônoma nos espaços aos quais conferem identidade e maior funcionalidade. 

Os dois jardins apresentam diferentes conceitos de intervenção, intrinsecamente relacionados à suas funcionalidades. O jardim na esquina com a Rua Pedro Lessa surge como uma grande praça pública, aberta à cidade, um espaço de permanência e convívio, um espaço que recepcionará o público da Biblioteca Nacional  de forma generosa e franca. Assume um forte caráter material/tectônico, com pisos de granito serrado, que são ora rampa (circulação), ora banco (permanência) ou gola de árvore. Projeta-se como um “jardim mineral”, onde o verde tem o seu lugar ponderado e específico.

Enquanto isso, o jardim oposto será mais contido, de vegetação mais densa e de uso exclusivo dos funcionários ou credenciados da Biblioteca. A vegetação e arborização deste servem como elementos de disfarce dos diversos componentes técnicos que serão implantados nesta área por conta de demandas funcionais da modernização da infraestrutura do edifício. 

data do projeto: 2014

data da construcao:

parceiros: ---

consultores: ---

fase: Projeto Básico

cliente: Biblioteca Nacional / Fundação Getúlio Vargas (FGV Projetos)

prêmio: ---